sexta-feira, 9 de novembro de 2012

MOSCOU PROTEGE ANIMAIS ABANDONADOS

Cães abandonados nas ruas
 tem passe livre no metrô de Moscou


Cães abandonados são comuns andando de metrô entre o subúrbio e o centro da cidade de Moscou, na Rússia. Segundo informações do jornal The Sun, esses cães pegam o metrô de manhã, em direção ao centro da cidade onde eles têm mais chances de conseguirem comida e, ao anoitecer, eles pegam o metrô de volta para os subúrbios onde dormem. Especialistas que estudam esses animais descobriram que eles, inclusive, trabalham juntos para garantir descerem na estação desejada. Eles aprendem a calcular o tempo que leva a viagem. Eles preferem entrar nos vagões de começo ou do fim do comboio por serem mais silenciosos e menos cheios.
Cientistas acreditam que o fenômeno começou com a queda da União Soviética e os complexos industriais mudaram do centro para os subúrbios. Dr. Andrei Poiarkov, do Instituto de Ecologia e Evolução de Moscou disse que que os cães abandonados usavam os complexos industriais como abrigo e portanto tiveram que se mudar junto com suas casas.

 Mas o centro da cidade é o melhor lugar para conseguir comida e então eles aprenderem a pegar o metrô de manhã e voltar para “casa” à noite. Igual a qualquer trabalhador. Dr. Poiarkov ainda descobriu que os cães também se divertem pulando dentro dos vagões segundos antes das portas serem fechadas, correndo risco de terem suas caudas presas na porta.
Os cães aprenderam também a usar as luzes de tráfego para poderem atravessar as ruas sem correr riscos. Uma vez no centro da cidade estes cães desenvolveram uma tática para fazer com que os humanos deem comida e de maneira mais rápida. Eles se posicionam atrás da pessoa que está comendo e em dado momento emitem um latido forte. Com o susto a pessoa deixa cair a comida no chão… Com as crianças, os cães brincam, pulam, sentam e lançam olhares suplicantes e conseguem com isso dividir o lanche com elas. Dr. Poiarkov confirma que os cães são excelentes “psicólogos” e sabem usar disso. Os cães de Moscou estão abanando a cauda de felicidade. Além de poder pegar o metrô para ir ao centro em busca de comida, estes animais se livraram recentemente de uma deportação. A prefeitura desejava levar todos eles para uma espécie de campo de concentração fora da cidade, mas desistiu do plano. Os ativistas vinham pressionando a administração municipal a abandonar o plano de retira-los, pois segundo eles, colocariam os animais em risco de doenças.Os cães abandonados de Moscou não são os primeiros a usar os transportes públicos. Em 2006, um Jack Russell Terrier, em Dunnington começou a usar o ônibus para ir ao pub local atrás de alimentos. E há dois anos atrás passageiros em Wolverhampton viram abismados um gato, chamado Macavity (como o do poema de Elliot), começar a pegar o ônibus e descer na porta de um determinado pub em busca de comida. Natalia Yunitina, chefe da organização The Hope Bringers, afirmou que a proposta de retirada dos cães foi retirada da agenda.
Veja o vídeo: 
http://youtu.be/fPi7tIm9tj4 

 "A chave para um mundo mais feliz é a compaixão e o amor. Não necessitamos de ser religiosos, nem necessitamos de acreditar numa ideologia. Tudo o que necessitamos é de desenvolver as nossas boas qualidades humanas" 

Dalai Lama, líder político e espiritual tibetano.

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Cão Efetivo de Guarda


CARACTERÍSTICAS FÍSICAS 
Também conhecido como Bull Boxer, o dogue brasileiro é uma raça de cachorro criada em nosso país, com objetivo principal de ser um cão de guarda. Ele tem origem no cruzamento de boxers com bull terriers.
É um cão que vive bastante (em média até 13 anos de idade).
O dogue brasileiro é forte, ágil e equilibrado;
O peso dos cães machos desta raça varia entre 28 e 40 quilos, em média.
Já as fêmeas pesam entre 22 e 38 quilos;
A altura dos dogues brasileiros machos fica entre 53 e 60 cm na cernelha. Já as fêmeas medem entre 50 e 57 cm; - Possui musculatura forte, longa e bem definida. Seus ossos também são bem fortes. - Com relação à pelagem, todas as cores são aceitas entre os dogues brasileiros.

 COMPORTAMENTO E TEMPERAMENTO
É uma raça de cão com excelentes habilidades voltadas para a guarda (de propriedades, casa e pessoas); - O dogue brasileiro é corajoso, atento e possui grande resistência a dor;
Possui um forte apego ao dono e sua família; - Possui temperamento equilibrado; - É muito obediente e sua inteligência lhe permite aprender rápido comandos e ensinamentos;
Só é agressivo em situações de necessidade (autodefesa, proteção do dono) - Necessita constantemente de atenção, amor e carinho por parte do dono e sua família;
Cernelha: ponto mais alto do ombro do cachorro, antes do pescoço.
A altura dos cães é medida da cernelha até o chão

A Dirigente do Clube Especializado, Criadora e Proprietária Sra. Marcia Gitirana, com o Dogue Brasileiro FORTE DO MONTE OLYMPO 
[ZEUS (Carango do Machariello) x Hadija de Tasgard]



segunda-feira, 2 de julho de 2012

quarta-feira, 20 de junho de 2012

HISTÓRIAS COM VERDADE

'Chegará o dia em que os homens conhecerão o íntimo dos animais, e, neste dia, um crime contra um animal será considerado um crime contra a humanidade'. 
 Leonardo da Vinci (1452-1519)


terça-feira, 8 de maio de 2012


ESPÍRITO PACÍFICO


Raça Groenlandês

SPITZ= UM TIPO DE RAÇA PRIMITIVA

É um spitz polar muito robusto, construído para a resistência em trabalhos extenuantes como cão de trenó sob as condições climáticas do Ártico. Algumas variações de tamanho é permitida, desde que a habilidade para o trabalho e a harmonia do conjunto não seja afetada.
As qualidades temperamentais dominantes do cão groelandês são a energia, força mental e audácia. Apaixonado e incansável é um cão de trenó.
Em relação às pessoas, inclusive estranhos, é amigável, quando trabalha como cão de trenó não se liga intimamente a nenhuma pessoa em particular e assim não se adéqua as funções de guardião. Na função da caça e urso polar ele revelará um forte instinto de caça.Seu tronco é curto, retangular com a proporção entre a altura na cernelha. 



terça-feira, 24 de abril de 2012

UM GUARDA BRASILEIRO


DOGUE BRASILEIRO


Dogue Brasileiro (raça efetiva de guarda iniciada por Pedro Pessoa Ribeiro Dantas). Raça canina pontificando em todo o Mundo junto ao Kangal e ao Boerboel, 3 remanescentes que são de mentalidade ética, artística e genuinamente aristocrática no assunto) (exemplar) que se destaca especialmente na atualidade, com um fenótipo estupendo mas também excelente temperamento efetivo de guarda:       Coloquialmente conhecido por "ZEUS", o nome original no papel do pedigree é Carango, com o afixo DE MACHARIELLO, criação, portanto, do canil Machariello (de Mato Grosso do Sul) e propriedade da cinofilamente destacada Sra. Marcia Gitirana, titular do canil Monte Olympo, do estado do Rio de Janeiro.    
É muito difícil na criação canina atingir-se esse patamar de excelência, que salta aos olhos dos conhecedores do ramo, com uma definição perfeita de TIPO na raça, esse meio termo equilibrado e magnífico, nem supertípico (robusto em demasia) nem subtípico (adelgaçado e sem substância), a estruturação maravilhosa, as formas harmoniosas, a cabeça extraordinariamente bem constituída e otimamente proporcionada em relação ao corpo, e além de tudo, um caráter, temperamento e sistema nervoso, sobremaneira adequados ao desempenho como guardião efetivo!

    Zeus é uma expressão da verdadeira arte na Cinologia.

 Nicolau Ginefra



Dentro da mitologia grega é o deus mais importante. Os gregos criam que seus deuses estavam separados em diversos grupos. 
  Os mais poderosos eram os deuses do Olimpo, que se dividiam em várias classes. A classe superior era formada por Zeus, o governante de todos os deuses. Segundo a mitologia, ele teria nascido da União de Réia e Cronos. 
  Seu pai Cronos (deus do tempo), que imperava naquele momento, tinha o costume de engolir seus filhos com medo de que um deles lhe tirasse o trono. 
 Quando Zeus nasceu, Réia pressentiu que ele era uma criatura especial e o escondeu em uma caverna. Para enganar seu marido ela entregou a ele uma pedra enrolada em panos para que ele engolisse no lugar de seu filho. 
  Depois de adulto, Zeus enfrentou seu pai e o forçou a vomitar todos os seus irmãos, que continuavam vivos. Em seguida ele aprisionou Cronos sob a terra. 
   Daquele momento em diante, Zeus se tornou o grande deus de todos os deuses e foi morar no monte Olimpo. Ele se casou com sua irmã Hera, mas teve vários amores com outras deusas e com mortais, teve vários filhos.